PERFIL

O melhor emprego, melhor trabalho, melhor salário, melhor nome ou melhor você?

O livro "Best Jobs for the21st Century", traz a descrição de 686 "carreiras", com as devidas análises de oportunidades, crescimento, renda, formação, entre outras, nesse confuso mercado de trabalho que vivemos hoje.

No que é de nosso interesse e sem esquecer que no Brasil Secretária é profissão regulamentada e que o livro é americano, para uma realidade – em alguns pontos – bem distinta da brasileira –vale ressaltar o seguinte: o livro descreve Secretárias, Secretárias de Departamento Legal e Secretárias de Departamento Médico e Profissionais de Administração.

Tais "carreiras" são consideradas pelos autores – J.Michael Farr e LaVerne L. Ludden como carreiras de crescimento, de sucesso, de expansão, atrativas, e com salários bastante razoáveis.

Neste ponto o livro apenas confirma notícias anteriores, claro, de outros americanos, que através de pesquisa detectaram que a profissão de secretária se coloca em 3º lugar entre as dez profissões que mais crescem no mundo.

Lembrando que a tendência dos últimos anos nos Estados Unidos é de manter Secretária como uma profissão que facilita o ingresso do jovem no mercado, sendo que os termos Assistente ou Auxiliar Administrativo vêm sendo utilizados com mais frequência para o que aqui no Brasil designamos como Secretária Executiva, por exemplo, ainda assim é interessante analisar as similaridades.

Como no Brasil os termos Assistente e Auxiliar (que se aplicam às mais diversas profissões em todo o mundo) vem ocupando, no caso da secretária, o lugar que designa o profissional que decide, que une as equipes, que busca soluções produtivas, que assessora, entre outras atribuições.

Todas elas, atribuições em nosso País terceiro mundista, sempre fizeram parte da profissão de secretária, se houvesse preocupação com dados, pesquisa, desenvolvimento de pessoas, de carreiras, se fosse levado em conta o porte da empresa, o ramo de atividade e claro o cargo da profissional e não a profissão ou o profissional isoladamente, que geralmente é o que se faz no Brasil.

Facilitando a compreensão tanto lá como cá existe secretárias de diversas nomenclaturas como Assistentes e Auxiliares com outros diversos nomes após, para atender esta ou aquela "falha" de estrutura organizacional, de empresa de 3º mundo . O que muda é a realidade de mercado.

Em termos da Federação Nacional das Secretárias temos realizado em todo o País uma pesquisa para saber o que o profissional de secretariado pensa sobre as designações Assistente e Auxiliar aplicadas à nossa profissão.

A par dessa pesquisa esclarecemos que a profissão regulamentada de secretária, por exigir como tantas outras no Brasil, escolaridade específica, nos dá direito de atuar em outras áreas de interesse.

Exemplificando: um engenheiro pode ser e é, muitas vezes, um Diretor, um Gerente de Departamento, um Analista, um Técnico de Área, um Coordenador etc. O mesmo pode acontecer com um Administrador de Empresas e claro com uma Secretária. Nada impede que uma Secretária por formação seja Gerente de Departamento, por exemplo.

Você já havia pensado neste assunto? Por este ângulo?

Retornando a nossa pesquisa, para a FENASSEC o importante é possuir uma uniformidade de procedimentos que atenda o profissional, a empresa, o mercado de trabalho e que além disso facilite para enfrentar o mercado de trabalho atual.

Da mesma forma que a profissão de secretária é precursora da globalização como já dito em artigos anteriores, da mesma forma que vem se confirmando a continuidade o crescimento e a transformação da profissão no mercado de trabalho mundial, é importante cada integrante desta profissão analisar suas expectativas e possibilidades individuais.

Aqui no Brasil temos cursos específicos Profissionalizante e Superior, temos leis, sindicatos, acordos coletivos e em breve teremos os Conselhos. Estamos trabalhando muito para esta nova realidade.

Talvez para uma profissão tão atual como esta os termos mundiais Assistente e Auxiliares sejam adequados... ao profissional, à realidade da empresa brasileira, ao mercado de trabalho. O que você pensa disso?

Leida Borba de Moraes

  • Presidente do Sindicato das Secretárias do Estado de São Paulo.

  • Presidente da Federação Nacional das Secretárias e Secretários.

  • Presidente do Capítulo Brazil do IAAP-International Association of Administrative Professional.

  • Diretora de Assuntos de Seguridade Social da CNTC-Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio.

  • Comendadora da Ordem do Mérito Alvarista – Fundação Alvares Penteado – pelos bons serviços prestados à Educação no País.

  • Conferencista nacional e internacional.

Email: [email protected]