PERFIL

Valorização do Profissional de Secretariado - jan/2003

Vivemos uma era de muita competitividade e extrema valorização do talento humano. Dentro deste cenário, nos deparamos constantemente com várias definições sobre o profissional ideal e suas características básicas: criatividade, comprometimento e conhecimento de causa. O profissional do presente é um profissional qualificado, motivado, que compreende que seu papel profissional diz muito sobre seu perfil na sociedade. Neste novo mundo não há mais espaço para profissionais altamente especializados, “PHD” em apertar parafusos como Chaplin em Tempos Modernos.

A secretária dos “Tempos Modernos” de Chaplin era a datilógrafa dos 200 toques por minuto, que ouvia tudo com atenção e reproduzia com exatidão. Esta profissional foi deixada para trás.

O novo profissional de secretariado compreende suas novas atribuições e contribui para a empresa com sua capacidade intelectual. Em muitas empresas funcionam como uma engrenagem que faz com que os departamentos interajam de forma completa. É através deste profissional que muitas decisões são tomadas e muitas situações resolvidas, mesmo antes que os executivos tomem conhecimento sobre o assunto. São profissionais importantes que devido à banalização do uso da denominação Secretária acabaram sendo vistos como profissionais de menor importância, muitas vezes mudando sua denominação para Assistentes Executivas para receberem o merecido reconhecimento. Cabe aos profissionais da área retomarem sua importância e demonstrarem seu valor através do comprometimento com suas funções e aperfeiçoamento profissional, visando agregar maior valor a sua profissão.

O indivíduo que interliga equipes, participa do dia-a-dia executivo, conhece muito bem a empresa e seus contatos, que consegue auxiliar nas dúvidas mais simples à conclusão de grandes projetos, merece reconhecimento pelo seu papel como peça importante dentro de uma organização, acabando com a impressão do profissional sem designação específica, o famoso “tapa-buracos”. Pois, se este fosse o caso, com certeza este profissional não seria mais requisitado no mundo corporativo, que reconhece seus membros por sua alta capacitação profissional e capacidade de adaptação aos novos meios, o que as secretárias provaram ter de sobra.

Dalila Cristina Moraes da Silva
Secretária de Diretoria
[email protected]